Arquitetura para Supermercados: Rollout como tecnologia para expansão de redes

10 de novembro de 2020Tempo de leitura: 6 minutos

As tendências de consumo são reflexos da situação econômica de um país e também são determinadas pelas alterações de comportamento do consumidor. No cenário atual, em função da pandemia do coronavirus, surgem alterações no comportamento de compra das famílias, trabalho remoto, a valorização da casa, o consumo de itens in natura e o cozinhar em casa, aumentou a demanda de lojas de proximidade. Com isso surge a necessidade de adaptação e multiplicação de lojas físicas e o conceito de rollout passa a ser uma solução.

Atualmente, quem vem utilizando esta técnica são as redes de supermercados. O Rollout gera ganhos de agilidade e eficiência, pois essa tecnologia pressupõe usar da padronização do melhor processo e das melhores soluções adotadas no ponto de venda física para agilizar os processo de expansão com melhor performance. Através de estudos de consumo, é possível prever melhorias nos processos internos, layouts de lojas que não são funcionais e que não atendem a demanda, resultantes da nova forma de consumir. No chamado novo normal, faz-se importante a ampliação dos espaços para permitir os distanciamentos necessários, além de trazer mais tecnologia para as lojas físicas, otimizando os tempos de compra nos supermercados. 

Pensar em um projeto de um supermercado é entender de várias áreas não somente da arquitetura, é pensar nos públicos que buscamos atender, nas formas que este público consome, nas novas demandas que mudam a cada dia, nos fluxos. É necessário entender muito mais de funcionalidade do que de estética. Esta conjugação de expertises gera um projeto de arquitetura bem sucedido, que atende às expectativas do cliente que busca o resultado final no aumento de venda.

Projeto piloto de rollout

Quando a empresa busca expandir e preservar a cultura é necessário organizar as diretrizes e anseios de todos que gravitam em torno dela, transformando as práticas bem sucedidas da operação em uma forma de processo que possa ser replicado. Este é o conceito do rollout. Antes da elaboração do projeto piloto, o varejista precisa entender muito bem do seu processo, entender as tendências do mercado e da concorrência. Este estudo inicial fornece subsídios para a arquitetura esboçar em forma de projeto a padronização esperada, onde o projeto represente a força e valores da marca.

Em um projeto de uma rede de supermercados cada metro quadrado importa. A otimização dos espaços de áreas de apoio (retaguarda) são fundamentais para trazer maior aproveitamento para as áreas de vendas. Em paralelo, as áreas de apoio precisam ser funcionais e atenderem as legislações pertinentes. Estes ambientes precisam estar padronizados permitindo a replicação não só do projeto mas também da operação, aproveitando o conceito de rede e aproveitamento do melhor processo de operação.

Buscar o uso de materiais e revestimentos que estejam disponíveis em qualquer região do país e que se adequem aos diversos locais de instalação, condições climáticas e regionalidade são muito importantes em um processo de rollout para supermercado. É preciso sempre pensar no tempo de duração que esta padronização será renovada, pois muitas vezes os produtos são descontinuados e a replicação é impactada, precisando ser revista.

Bem como a facilidade de se obter os materiais, o projeto precisa estar aliado à durabilidade do mesmo. Em um projeto de uma rede de supermercados não existem momentos de inatividade da operação para grandes manutenções. Por isso é tão importante escolher recursos com baixa manutenção para não impactar a operação.

Entre outras soluções que precisam ser bem avaliadas previamente, para inserção no projeto piloto de rollout, está a agilidade de implementação dos sistemas construtivos adotados. No varejo, os tempos do processo de projeto e obra são diferentes de outras tipologias de projetos. Com os valores dos aluguéis cada vez mais altos e a necessidade de rapidez nas inaugurações, o mercado exige obras simplificadas e em tempos recordes.

Antes de dar seguimento ao processo de expansão de uma rede de supermercados, entendemos que é imprescindível a elaboração do projeto piloto de arquitetura de rollout. Ele nos permitirá testar todas as soluções adotadas na prática, desde a gestão, a operação até a implementação. Aliar os conceitos de arquitetura aos da operação e ter em mente que a melhoria é contínua e que o projeto piloto precisa estar em constante evolução para estar alinhado às expectativas do consumidor.

Principais desafios de um projeto de supermercado de rollout

Para a elaboração de um projeto de rollout, sendo ele uma reforma ou nova construção, é preciso entender e respeitar a padronização do cliente para poder expressar no projeto todo o aprendizado, principalmente em obras de reforma, onde precisamos adaptar o padrão ao existente. É neste momento que surgem as maiores dificuldades de se fazer um projeto de arquitetura de rollout para supermercado.

Algumas redes de supermercados atendidas pelo time da VZ&CO, por terem um conceito de loja de tipologia bairro, necessitam expandir a sua rede com um projeto de rollout em pré existências, em pequenos núcleos comerciais que muitas vezes não estariam preparados para receber uma loja desta rede. Primeiramente estudamos as particularidades de cada edificação e buscamos extrair todos os pontos passíveis de problemas para a operação, assim como os pontos favoráveis a serem exaltados, ambos aliados às expectativas do cliente, potencializando o que é valor para ele.

O entendimento dos principais fluxos externos para concepção dos acessos é um dos maiores fatores para o sucesso da operação, bem como os fluxos internos para melhor disposição do layout da loja, aliados a cultura e padrão do cliente. A prática de rollout para lojas novas ou reformas, precisa seguir a mesma lógica de distribuição. As dificuldades e os desafios são diferentes mas o padrão a ser seguido é sempre o mesmo.

Sendo o grande desafio de um projeto de rollout, manter a padronização do cliente em todos os projetos — disseminando a cultura e garantindo a qualidade na reprodução em grande escala — nós da VZ&CO conseguimos manter esse nível de controle através da metodologia BIM. Dentro dos templates no software Revit, inserimos todo o padrão do cliente, preservando a padronização e ganhando agilidade nas disposições de layout. O modelo gerado através desta metodologia poderá ser de uso inclusive na operação futura do supermercados, gerenciando todos os itens inseridos em projeto, facilitando a manutenção e o mapeamento de logística

As dificuldades de um projeto de arquitetura comercial são muitas. Num projeto de rollout de supermercados a arquitetura precisa estar muito alinhada à operação para a tradução de um bom projeto, em menor tempo de implementação e menor custo de execução.

Novas tendências de tipologias de supermercado

Com as demandas da pandemia, muitos pequenos varejistas também registraram crescimento e necessidade de expansão, pois o movimento de consumir e apoiar os pequenos empreendedores, bem como a busca por alternativas locais, próximas às moradias, fortaleceu o surgimento de tipologias de supermercados menores, com conceito quase de lojas de conveniência, pequenos abastecimentos diários e uma linha de consumo voltados a primeira necessidade. Este movimento tem ganho espaço nos bairros em pequenos núcleos comerciais, dentro de condomínios, nos térreos de prédios residenciais e comerciais, entre outros.

Dentro desta nova tipologia de supermercado, desenvolver um projeto de arquitetura em rollout pode ser uma ótima alternativa; com um layout racionalizado, com um mix de produtos que atenda o público local de forma que ele não precise se deslocar para grandes supermercados, para as suas necessidades do dia a dia, trazendo também serviços como padaria e hortifruti mas em pequena escala, sem grandes demandas de estoque. Cada vez mais a população busca por atendimentos que gerem experiências, e em supermercados de pequena escala, o varejista consegue proporcionar aos clientes atendimentos personalizados que entendem as necessidades do público local.

O Rollout é um passo natural para a arquitetura de supermercados

O formato de rollout na arquitetura é um passo natural para todo o varejista que busca expandir seu negócio, sendo um pequeno empreendedor ou uma grande rede de supermercados. Alguns fundamentos são a base de um projeto de rollout como a preservação da cultura da marca, manter o padrão de identidade visual e qualidade, economia de recursos, documentar experiências bem sucedidas para replicação, padronização de layout através do estudo de consumo, entender os problemas da operação e transformá-los em uma solução conjunta. Contudo, é necessário fidelizar parcerias tornando a equipe de projetos alinhadas ao propósito da empresa, investir em tecnologia e estar sempre por dentro das tendências de mercado bem como dos principais concorrentes. Com todo este processo alinhado, sem dúvida, a prática de expansão será um case de sucesso.

 

Compartilhe

Inscreva-se na nossa newsletter!

Tenha o melhor conteúdo sobre arquitetura e urbanização, atualizado e direto no seu e-mail.

Arquitetura para Supermercados: Rollout como tecnologia para expansão de redes

As tendências de consumo são reflexos da situação econômica…

Design for Disassembly: Para construir o futuro é preciso desconstruir

É isso mesmo que você leu: as construções do futuro serão…