Posts

Varejo 4.0: como o 5G vai potencializar as lojas físicas e os supermercados

Tempo de leitura: 5 minutos

A tecnologia vai trazer as pessoas de volta para as lojas físicas. Não, você não leu errado! Até julho deste ano, 26 capitais brasileiras e o Distrito Federal deverão estar conectadas ao 5G. É o que prevê o cronograma da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Com isso, o varejo poderá se conectar em altíssima velocidade a programas de inteligência artificial, realidade aumentada e até mesmo ao tão falado metaverso, atraindo consumidores ávidos por novas experiências de consumo. 

“O 5G é mais do que uma rede de conexão à internet de alta velocidade. Ele é uma tecnologia capaz de tornar a experiência dos consumidores nas lojas físicas melhor do que as que ele teria em uma loja virtual, por meio de realidade aumentada ou inteligência artificial. Percebo que a pandemia acelerou a transformação digital e o público ficou ainda mais exigente. Estar atento ao 5G e aos avanços da tecnologia é de suma importância para quem quer inovar e conquistar clientes”, explica Vera Zaffari, CEO da VZ&CO.

De fato, o 5G tem potencial para deixar as lojas físicas muito mais atraentes e gostosas de visitar. Justamente por isso, a Amazon — marketplace que nasceu digital — agora aposta em lojas físicas repletas de novas tecnologias. As chamadas Amazon Go são lojas de conveniência 100% automatizadas, que já são um referência de comodidade para o consumidor. Você entra, escolhe o que quer e sai da unidade física sem precisar passar por um caixa. Como?  Sensores identificam tudo o que você coloca no carrinho e vai computando os valores automaticamente por meio de uma inteligência artificial. Quando você deixa a loja de varejo, ela envia a informação direto para o seu cartão de crédito.  Tudo é feito digitalmente, sem check-out e sem delongas. Um procedimento que já existe, mas que será potencializado com a chegada do 5G, garantindo a velocidade e a segurança da operação.

Hoje, nos Estados Unidos, existem pelo menos 27 lojas físicas abertas neste modelo, incluindo o Amazon Go Grocery — tipo de estabelecimento que oferece produtos, jantares prontos e itens essenciais para a casa.

Nova realidade no varejo e supermercados

Aqui no Brasil, grandes redes do varejo, como a C&A —  cliente da VZ&CO desde 2020 —  estão avaliando novas maneiras de  potencializar as vendas por meio do 5G.  O objetivo é deixar as lojas mais inteligentes, otimizar processos e aumentar a comodidade do cliente, que contará em breve com novas possibilidades de efetuar pagamentos, sem necessariamente passar por um caixa. Já está em estudo, também, a implantação de um centro de distribuição totalmente operado por robôs. Fala-se, inclusive, na possibilidade de utilizar drones para transportar mercadorias nesses ambientes.

Para os supermercados e demais lojas físicas, o 5G também abre uma gama de novas oportunidades, como os controles inteligentes e automatizados dos estoques, ferramentas para controle de consumo de luz e robôs que facilitem a administração dos negócios aos varejistas.

E já que a tecnologia está em processo de implementação no Brasil, confira um pouco do que ela pode oferecer ao seu negócio e transformar ainda mais o funcionamento de suas lojas físicas:

União do metaverso para evoluir as experiências do cliente – se estamos falando em como a tecnologia 5G transformará as lojas físicas e o varejo em breve, não podemos deixar de lado o uso do metaverso para potencializar as experiências. A terminologia para explicar um universo digital, imersivo, compartilhado e colaborativo, utiliza  realidade aumentada, inteligência artificial e outras tecnologias para criar um mundo totalmente online, capaz de oferecer inúmeras formas de interação e relações.

A tecnologia já está sendo utilizada por várias marcas do varejo para atrelar experiências físicas às digitais, como a Nike, Gucci, Renner e muito mais. A Renner, que é nossa cliente, inaugurou uma loja dentro do Fortnite para convidar o público a votarem em estampas e produtos que serão comercializados em suas lojas físicas. Outros gigantes da indústria que estão se preparando para essa nova tecnologia são Carrefour e Walmart. 

“Arquitetura e tecnologia caminham de mãos dadas. Uma prova disso é o BIM, que hoje já cria projetos totalmente digitais e em 3D. Eficiente para quem precisa construir lojas nesse mundo e adaptá-las para uma nova realidade de vendas digitais e físicas”, comenta a arquiteta, Vera Zaffari.

Otimização de serviços – com os avanços tecnológicos, as pessoas querem mais comodidade e opções de consumo. Além da alta velocidade de conexão, o 5G permitirá novas experiências de compras, até mesmo com pagamentos touchless, otimizando o tempo e até dando mais transparência aos clientes sobre produtos e serviços. 

Por meio do 5G, é possível que o consumidor tenha acesso mais rápido e em tempo real com o que está comprando, conseguindo monitorar a origem dos alimentos, o tempo que levou para ser colhido, dicas de receitas e até mesmo combinar com os ingredientes que já têm em casa por meio de tecnologias, como é o caso da rede Hema Supermarket — supermercado de loja física do Grupo Alibaba, na China. Por meio de uma tecnologia de leitura digital, o consumidor consegue mirar a câmera do celular no código de barras e acessar todas as informações de determinado produto.

Eficiência e ecossistema – além de todas as experiências de compra, o 5G, com o uso da internet das coisas, também será um grande aliado para empresas que buscam maior eficiência operacional, reduzindo o consumo de recursos naturais e tornando mais eficaz o controle de desperdícios. A tecnologia facilitará a conexão dos equipamentos e suas bases de controle, tornando a manutenção das lojas físicas uma verdadeira ciência exata, baseada em dados.  

Outra possibilidade é o suporte que a tecnologia dará para aumentar a produtividade dentro de uma obra, pois será possível utilizar mais equipamentos e inteligências para auxiliar na redução de desperdício e obtenção de projetos mais sustentáveis.


Serviços que já funcionam e serão otimizados para expandir o varejo

Velocidade e uso simultâneo da rede para compras mais rápidas  — já que um dos lemas do 5G é velocidade, por que não permitir um acesso rápido aos clientes? A conexão mais ágil ajuda na hora que um cliente quiser fazer um pagamento por Pix ou utilizar alguma plataforma de pagamento dentro da loja física. Sem contar que a tecnologia será potente, o que facilita a múltiplas conexões de usuários sem gerar instabilidade e oscilações no ambiente.

A rede francesa de supermercados, Carrefour, utiliza a tecnologia Scan & Go — que permite escanear o código de barras dos produtos nas lojas físicas e fazer o pagamento direto no aplicativo, sem necessidade de enfrentar caixa — em algumas unidades Express. No varejo de moda, a Renner conta com um serviço que já permite os clientes realizarem pagamentos pelo celular.  

Atendimento personalizado com a Internet das Coisas — alguns dos projetos que realizamos para lojas físicas da Centauro já contam com  provadores inovadores, munidos de inteligência artificial. O cliente pode escolher produtos por meio do escaneamento do código de barra, visualizá-lo em diferentes cores e tamanhos e ver quais outros ítens combinam com ele. Tudo isso, sem precisar sair da cabine. E se decidir pelo produto, ele pode ser pago diretamente do provador.

Você sabe como funciona um projeto de rollout na arquitetura?

Tempo de leitura: 3 minutos

Está precisando expandir a sua rede de lojas físicas no varejo, mantendo a mesma qualidade e padrão, mas ainda não sabe como? Não se preocupe, pois existe uma solução arquitetônica inteligente que garante o crescimento do negócio com segurança, eficácia e ainda aumenta a competitividade dentro do mercado varejista! Trata-se do rollout — técnica utilizada na arquitetura para projetar layouts precisos e replicá-los em qualquer lugar do mundo.

Na prática, um bom projeto de rollout assegura a replicação dos valores, identidade e princípios de uma marca por meio da arquitetura de seus espaços físicos. Assim, sempre que o consumidor entrar numa loja de varejo — não importa que ela esteja no interior, em uma capital ou até mesmo em outro país —, ele reconhecerá aquele ambiente e terá uma experiência de compras muito mais agradável e afetiva.

Outra vantagem do rollout é o fato de ele ser adaptável. Sempre que identificamos alguma solução que esteja funcionando muito bem em uma loja  [tecnologias, equipamentos, instalações, revestimentos etc], é possível replicar as melhorias nos próximos projetos ou até mesmo em reformas.

Vale destacar: grandes marcas do varejo e clientes da VZ&CO, como a Renner, C&A, Lojas Americanas, Centauro, Decathlon, Via Laser e Boticário já aplicam o método em suas unidades físicas, em diferentes regiões, dentro e fora do Brasil. E eles fazem isso justamente por compreender a importância e os benefícios dessa solução arquitetônica.

AS VANTAGENS DO ROLLOUT NO VAREJO

Dentro do mercado, o rollout apoia a expansão segura e prática de uma rede. Por meio dos layouts padronizados e um sistema de gestão de qualidade, a implementação do modelo costuma ser econômica e assertiva. 

Por manter a padronização e identificar melhorias para serem replicadas, o rollout de arquitetura agiliza etapas, antecipa tendências e se sobressai frente à concorrência, pois a tecnologia amplia a competitividade. 

ETAPAS E METODOLOGIA APLICADAS NA VZ&CO

Nosso escritório se especializou em projetos de rollout para oferecer sempre as melhores soluções arquitetônicas para os varejistas. A cada novo projeto, implementamos melhorias para serem estendidas a toda rede. 

Utilizando o BIM, construímos digitalmente a representação da construção com dados e análises de possíveis interferências. A técnica permite o desenvolvimento simultâneo de um maior número de projetos.

Na prática, nossos projetos de rollout seguem três etapas:

Pesquisa – fase inicial de qualquer projeto. Aqui, nossos arquitetos entendem os processos, desejos e padrões dos clientes. Essa etapa é essencial para que consigamos deixar claro a essência da marca na criação do layout arquitetônico, garantindo que todos os novos estabelecimentos físicos sejam coerentes à padronização.

Estratégia – Depois de compreender os processos, criamos a estratégia de desenvolvimento para ser estruturado ao BIM. Para cada cliente, desenvolvemos templates exclusivos, reunindo todos os dados coletados para garantir que o processo seja ágil e assertivo, com a certeza de padronização em todas as unidades físicas da rede.

Criação do projeto em BIM – O projeto é desenvolvido no Revit, adaptando estratégias e soluções às lojas. Aqui, unimos tudo para garantir a funcionalidade de todos os projetos complementares e priorizamos o fluxo contínuo de melhorias para gerar, em cada projeto, insumos para aprimorar todas as etapas.

Lojas Renner Torres: os desafios de uma loja litorânea

Tempo de leitura: 4 minutos

Projetar lojas no litoral é sempre um desafio! Além de otimizar espaços, pensar na usabilidade do ambiente e atender ao modelo de rollout do cliente, precisamos entender as particularidades da região, como a alta umidade, fortes ventos, o calor e a presença de salitre —  responsáveis pela oxidação de metais e desgaste de determinados materiais de construção e acabamentos.

Pensando nisso: ao projetarmos a Renner Torres — no primeiro shopping center da cidade, localizado no litoral gaúcho — tivemos atenção redobrada para compor soluções de projetos que se adaptassem ao local. Afinal, a loja fica localizada em uma rua com acesso direto ao mar, bem na entrada do Vésta Shopping. 

Vale destacar: esta é a terceira loja litorânea feita pela VZ&CO no Rio Grande do Sul.

Fachada da loja na entrada do shopping

NUVEM DE PONTOS

Para ter êxito nesse novo projeto, precisamos estudar todo o local para entender não só a área disponível da construção, mas a delimitação e exigências do shopping. A loja foi composta pela junção de 10 pequenas salas, além dessa peculiaridade, o espaço também possui várias paredes inclinadas e algumas curvas, por isso o escaneamento por nuvem de pontos foi essencial para fazer o mapeamento preciso do espaço disponível. 

Com as informações levantadas e os estudos realizados, conseguimos oferecer as melhores soluções de arquitetura e criar um projeto de qualidade, funcional e que atendesse todas as partes envolvidas. Além disso, o espaço foi todo adaptado para reforçar a experiência omnichannel que o cliente tem apostado para melhorar a vivência do consumidor nas lojas físicas.

PARTICULARIDADES ARQUITETÔNICAS

O shopping foge do padrão que estamos acostumados, possui todas suas lojas voltadas e abertas para a rua. Devido a isso foram também pensadas soluções que contemplassem a constante entrada de sol e a forte incidência de ventos no local. Para a primeira questão foi aplicado nos vidros voltados para a área externa película solar e cortinas rolô, já para solucionar as fortes rajadas de ventos, foi projetada uma antecâmara formada por 2 portas automáticas de correr junto ao acesso.

Lateral da loja

ADAPTAÇÃO DO ROLLOUT

A Renner é um cliente que aplica o método de rollout em seus projetos de arquitetura para manter o padrão de qualidade em todas as lojas físicas. Na loja de Torres, precisamos adaptar algumas partes para atender o cliente e as regras do shopping.

O Vésta Shopping é revestido por pastilhas pretas em seus pilares, vigas e paredes e em sua maior parte possui a fachada envidraçada. Para trazer a marca para a fachada do local, foi revestida a viga do shopping com ACM vermelho, criando a faixa padrão da marca, inserindo a logomarca iluminada em pontos estratégicos. Em alguns pontos também foi criada vitrine para exposição dos produtos e da marca, além de o acesso ser marcado com um pórtico em ACM cinza para estimular a visualização do cliente para este local.

EXPERIÊNCIA DO CLIENTE

A Renner Torres conta com três pavimentos, dois são destinados aos clientes e um para os funcionários. O espaço interno é bastante marcado por pilares, justamente em função de ter sido projetado para várias pequenas lojas. Por isso, foi importante a análise de como deixar o espaço mais permeável apesar das várias barreiras visuais. Para tal foram utilizados pilares com espelhos e uma comunicação visual mais intensa para direcionar o cliente. 

Além disso a loja possui várias áreas de pé direito duplo junto às fachadas, esses espaços foram aproveitados para criar uma sensação de amplitude e também para circulação vertical, deixando a escada de clientes bem visível tanto do lado interno quanto externo da loja.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


FICHA TÉCNICA

  • Nome do cliente: Renner
  • Localização: Torres (RS)
  • Categoria: Arquitetura de Varejo
  • Ano: 2021 Área: 1454.99²
  • Contexto: O clima descontraído e leve da praia recebendo uma novidade no litoral do Rio Grande do Sul: uma nova unidade das lojas Renner na cidade de Torres.
  • Desafio central: Oferecer soluções arquitetônicas para criar um espaço funcional, bastante aberto para a rua, seguro e que atende as todas as necessidades do cliente e do shopping.
  • Diferenciais: – Totalidade da loja com os limites em esquadria voltados para rua; Cuidado com escolha da posição e configuração do acesso devido ao corredor de vento característico de regiões litorâneas.

Renner inaugura nova unidade em Gravataí

Tempo de leitura: < 1 minuto
Nova loja da Renner em Gravataí tem cerca de 2000m2.

Nova loja da Renner em Gravataí tem cerca de 2000m2.

A nova loja da Renner em Gravataí, no Rio Grande do Sul, tem o projeto assinado pela VZA | Vera Zaffari Arquitetura. A loja, situada no novo Shopping Gravataí, foi inaugurada no final de novembro de 2013 e segue o padrão da rede.

A relação da VZA com a rede de varejo das Lojas Renner foi consolidada com o desenvolvimento de projetos de diversas lojas. O grande diferencial dos trabalhos com a Renner é padronização dos projetos. Essa padronização ajuda na coordenação do andamento dos projetos e de todos os envolvidos, facilitando a realização dos prazos estipulados pelo cliente. “Partimos de um planejamento global para o mais específico a fim de atender de forma mais eficaz as demandas dos projetos”, diz Vera Zaffari.

A loja possui um Salão de Vendas com quase 2.000m² e segue o padrão Renner de mobiliário, nos provadores e no Atendimento ao Cliente.

Painel Econômico – Flehr

Tempo de leitura: < 1 minuto

Jornal do Comércio  25/06/13
Jornal do Comércio on-line 25/06/13
Coluna do Ucha | Danilo Ucha | ucha@jornaldocomercio.com.br

A gaúcha Flehr Engenharia começou o segundo semestre muito bem, iniciando os projetos estruturais de 11 novas pontes na BR-104 entre Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco. Nesse mesmo trecho da rodovia, vai avaliar as estruturas de sete pontes para que a sua capacidade possa ser aumentada. Também está projetando a loja Renner no novo shopping de Natal para a Vera Zaffari Arquitetura e a loja Renner no Shopping Pátio Maceió para a SPM Engenharia. A Flehr conta com corpo técnico formado por seis projetistas mais os engenheiros Carlos Flehr, Tito Tedesco, Mateus Nedel e os futuros engenheiros Luis Mosquera e Igor Frizon.

 

flehr2

 

Renner Total

Tempo de leitura: < 1 minuto

20130319_134910 (2)

É hoje: dia de festa para as lojas Renner e toda a equipe de trabalho da VZA.

A repercussão, no público e na imprensa é grande. Acontece, nesta terça-feira, a inauguração das Lojas Renner no Shopping Total, em Porto Alegre (RS).

 

Leia mais

Projetos de reforma do varejo agregam valor ao novo ambiente de consumo

Tempo de leitura: 2 minutos

Otimização, modernização e qualidade na experiência de compra são ganhos para o retrofit das redes de varejo

Modernização é a palavra que direciona a gestão das empresas de varejo. O cliente Lojas Renner, nessa tendência, moderniza pontos de atendimento com projetos que garantem aperfeiçoamentos importantes em todas as unidades da rede.

No Shopping Aricanduva, em São Paulo, uma reforma recente reposicionou a marca Renner em favor do cliente e das demandas do varejo, sendo a padronização dos projetos de arquitetura uma necessidade crescente a esse setor.


Fachada do terceiro pavimento, DEPOIS da reforma.

Leia mais

VZA promove a transparência em projetos de arquitetura corporativa

Tempo de leitura: < 1 minuto

Gestão de qualidade: equipe VZA organiza Workshop de Projetos Renner

No segmento da arquitetura corporativa, a melhoria contínua da produção e do atendimento requer gestão de qualidade. Uma das ações implantadas pela VZA – Vera Zaffari Arquitetura é a organização de encontros sistemáticos com os clientes envolvendo equipes de trabalho e fornecedores. Um dos eventos propostos é o Workshop de Projetos Renner.