Posts

Supermercados: arquitetura é estratégica para crescimento do setor

Tempo de leitura: 4 minutos

A afirmação acima é de Ernesto Ortiz, gerente de expansão de uma das maiores redes de supermercados do Rio Grande do Sul, a Asun Supermercados. Ele nos procurou no final do ano passado com um desafio: desenvolver uma loja física litorânea, com identidade visual diferenciada, capaz de preservar a leveza, as cores e os valores da marca Asun.

Com o brieffing na mão, nós começamos a projetar um layout de supermercado inovador e, ao mesmo tempo, funcional. O edifício terá pé direito alto, iluminação natural e uma fachada de tirar o fôlego.

Com 38 supermercados espalhados pelo Rio Grande do Sul — sendo 14 no litoral, 9 em Porto Alegre e 15 na região metropolitana —, a Asun Supermercados está em fase de expansão, com planos para inaugurar mais três lojas físicas até 2023.

Nós já sabíamos que a VZ&CO era referência em arquitetura de varejo e, quando os planos para expandir a rede se tornaram reais, tivemos a oportunidade de conversar com o escritório e firmar uma parceria para desenvolver algo único e funcional” explica o gerente de expansão da Asun Supermercados, Ernesto Ortiz.

A VZ&CO ficou responsável por projetar o supermercado que dará início ao ciclo de inaugurações da rede, localizada em Xangri-lá (RS) a segunda do Asun na cidade. Para entrar no clima da praia, projetamos uma fachada com painéis coloridos que, com certeza, encantarão os clientes.

Confira, a seguir, mais detalhes sobre o projeto. Com a palavra, Ernesto Ortiz, que falará um pouco mais sobre como a arquitetura de varejo pode ajudar a potencializar o mercado de supermercados.

Como a arquitetura pode ajudar o mercado de supermercados a crescer?

EO: Engana-se quem diz que a arquitetura é só decoração. A arquitetura está além, ela é a organização de espaços para fazer os nossos supermercados funcionarem de forma mais estratégica e eficiente. É um trabalho conjunto: arquitetura e bom atendimento.

Por que vocês decidiram contratar a VZ&CO para ajudá-los nesse processo de expansão dos supermercados da Asun?

EO: O que nos chamou a atenção foi a vasta experiência na arquitetura de varejo e a agilidade para propor soluções eficientes. Quando falamos em arquitetura, pensamos em um conjunto de linguagem que vai desde o acabamento até o edifício pronto. A VZ&CO se diferencia por fazer uma extensa pesquisa de quais  tendências ou soluções se encaixam melhor às nossas necessidades. Como um projeto de loja física é pensado para o funcionamento de 20, 30 anos, a VZ&CO propôs alternativas inteligentes de forma rápida e sem delongas. Além disso, o escritório tem profissionais competentes que sabem o que estão fazendo, estão por dentro das principais tendências do mercado da arquitetura de varejo. Saber o que está disponível, o que pode ser ou não usado, é essencial em um projeto.

O supermercado de Xangri-lá está sendo projetado em BIM. Como a metodologia auxilia nos resultados do projeto de arquitetura

EO: Não tenho dúvida que esse formato facilita e agiliza o processo. Temos compatibilização, conseguimos conciliar o projeto de arquitetura às disciplinas complementares, as alterações que surgem durante o percurso são rapidamente alteradas. É tudo muito ágil. 

Como está sendo o desenvolvimento desse projeto de supermercado para vocês?

EO: Nós estamos na etapa inicial e tudo está caminhando bem. A comunicação é rápida, as soluções arquitetônicas estão sendo bem assertivas e estamos em constante troca para continuarmos alinhando as informações até o fim dessa primeira etapa. Neste período, já conseguimos desenvolver a parte da composição e linguagem de fachada do supermercado e definimos alguns materiais que serão utilizados, como grafites, tijolos, metais etc.

Para finalizar, como foi o processo da Asun Supermercados até chegar ao conceito arquitetônico que a marca segue em suas lojas?

EO: Desde o início, a Asun foi passando por transformações e experimentando acabamentos para construir uma identidade arquitetônica que representasse bem os nossos valores nos supermercados. Testamos forros, granito, porcelanato e outros materiais para encontrarmos as melhores opções. Viajamos para conhecer o mercado, fizemos levantamentos e estudamos bem o segmento para começarmos a melhorar os nossos espaços e garantir o funcionamento de cada loja. Antigamente, logo no começo, tínhamos corredores com 1,4 a 1,6 metros de largura, e achávamos que estava tudo certo. Hoje, compreendemos ser preciso ter 2 metros no mínimo para garantir a boa circulação dos clientes.  

O diferencial dos espaços dos nossos supermercados é que nós trazemos sempre um elemento novo para cada loja física, que tenha a cara da região onde ela foi construída. Sempre é uma loja nova, uma arquitetura nova. Um estilo diferente.

Curiosidades do projeto de supermercado

O novo supermercado da Asun Supermercados está inserido numa área de 5.000m², com 2.400m² de área construída e 1.700m² de área de venda. Está sendo trabalhado para destacar a região litorânea.

A fachada do supermercado é diferenciada, com painéis coloridos e partes envidraçadas para permitir a entrada de luz natural. Toda a construção da loja física está sendo pensada para utilizar grafites, tijolos e até mesmo um revestimento ondulado em metal para dar vibração no espaço.

“Talento é mais importante do que presença física”

Tempo de leitura: 4 minutos

Após dois anos de pandemia, muita coisa mudou na VZ&CO. A começar pela forma como trabalhamos. Percebemos que o trabalho remoto não afetou o desempenho da equipe e ainda abriu novas oportunidades para o escritório. Prova disso, é que agora abrimos nossas portas para arquitetos e estagiários de todo o Brasil que, além de terem interesse em BIM, se encaixam ao perfil de valores e cultura do nosso escritório. Hoje, dos 24 profissionais que trabalham conosco, 4 vivem em outros estados — o que trouxe maior diversidade para o time. 

“Antes mesmo da pandemia, fizemos um planejamento de migração para dar suporte a dois profissionais que estavam pensando em morar fora do Brasil. Sabíamos que eram excelentes profissionais. Então procuramos soluções para mantê-los no time, mesmo não estando mais fisicamente conosco. Esse processo prévio nos auxiliou quando precisamos adaptar o trabalho remoto a todos quando começou a crise sanitária”, explica a gestora de produção da VZ&CO, Graciela Zaffari. 

Segundo a executiva, o processo de migração do trabalho presencial para  o remoto no escritório foi fluido, já que a VZ&CO sempre esteve na vanguarda das novas tecnologias. Confira a entrevista:

Vocês tiveram dificuldades para implementar o novo modelo de trabalho?

GZ: Não tivemos e foi um processo simples, ainda bem. Como já tínhamos organizado um ambiente “online” para alinhar a rotina do escritório às tarefas dos nossos arquitetos que foram para o exterior, a migração foi rápida. No dia seguinte, todos já tinham acesso remoto ao sistema da VZ&CO e conseguiam trabalhar normalmente. A adaptação mesmo foi na comunicação. Presencialmente,  usávamos pacotes do Google e fomos fazendo mais estudos para ampliar a comunicação ágil dentro do escritório. Usamos o Slack e o Rocket Chat até migrarmos para o Teams, que é a ferramenta usada para o nosso dia a dia. 

Como foi a decisão de ampliar a divulgação de vagas no escritório para todo o Brasil?

GZ: Nós tínhamos preferência em contratar pessoas perto da gente, especialmente de Porto Alegre (RS). Ainda mais os estagiários, pois pensávamos no acompanhamento profissional, aprendizagens e o percurso entre faculdade e trabalho também. Não queríamos que ficasse pesado e que eles conseguissem desfrutar ao máximo a experiência, com aproveitamento! 

Aos poucos, fomos percebendo que não fazia sentido ficarmos presos a esse pensamento, uma vez que já tínhamos pessoas de outros lugares trabalhando conosco.

O processo de expansão das oportunidades para outros estados começou quando? 

GZ: Agora, em 2021. Primeiro, abrimos oportunidades remotas para arquitetos e foi um processo muito divertido! Recebemos diversos talentos de todos os cantos do Brasil e conseguimos selecionar o que mais se encaixava ao perfil VZ&CO. Depois, com a convivência e os resultados positivos, decidimos ampliar e buscar novos talentos de outros estados brasileiros para compor o nosso time de estagiários. Foi uma seleção acirrada, pois recebemos inúmeros perfis interessantes de cada canto do país. A experiência tem sido única, pois conseguimos expandir nossa visão para encontrar diversos talentos e agregar valor. 

A VZ&CO tem colaboradores em quais estados brasileiros? 

GZ: Hoje, temos arquitetos e estagiários trabalhando conosco do Rio Grande do Sul, Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro. Inclusive, dois dos nossos sócios residem em São Paulo.

Quais foram os ganhos trazidos pelo trabalho remoto?

GZ: Esse modelo nos dá possibilidade de não ficar preso apenas ao eixo do sul, por exemplo. Isso inclui tudo: arquitetos, estagiários, clientes, os nossos parceiros de outras disciplinas etc. Outro ponto importante é a interação entre o time. O sistema digital permite que todos interajam entre si e troquem informações, ideias, estratégias e muito mais. Não há “paredes” ou salas que atrapalhem a comunicação.  É um espaço para todos e é bem legal ver como o trabalho em equipe é forte!  

Para mim, como gestora de produção, também facilitou a implementação de uma comunicação mais  rápida com todos. Antes, quando tinha de passar alguma informação, planejar estratégias e outros assuntos com alguém, precisava esperar a sala de reunião desocupar. Agora, com ajuda das ferramentas digitais de conversação que temos no escritório, conseguimos manter o nosso espaço de conversa bem fluído e rapidamente resolvemos o que tem de resolver.

Como é a interação da equipe? 

GZ: Nos adaptamos para manter a aproximação como se estivéssemos na sede física da VZ&CO. Realizamos dinâmicas para termos um momento de descontração da equipe, fazemos reuniões virtuais diariamente para alinharmos nossas demandas da produção, os projetos que estão sendo executados ou estudados. Isso facilita a organização de cada time. Além disso, mantivemos a nossa reunião de produção e inovação. São reuniões que fazemos para discutirmos ideias, melhorias para as nossas ferramentas, métodos inteligentes de plugins etc. Tudo para manter a qualidade de sempre e tem dado certo. 

Qual a sua visão para o futuro? 

GZ: São inúmeras visões, mas o que penso é: como fazer o trabalho remoto continuar funcionando para todos? Nós tivemos sucesso em 2021 e para 2022, pretendemos seguir o modelo de trabalho que satisfaça toda a nossa equipe, sem exceção. Temos relatos de colaboradores que preferem o modelo remoto, porque gastam menos tempo com deslocamento; temos mães que conseguiram adaptar a rotina e ficar mais tempo com os filhos; pessoas que conseguem se concentrar mais em casa e outras, no escritório; e tem gente que sente falta do ambiente profissional. Estamos atentos a todos. Essa é a visão que tenho, como gestora: um trabalho híbrido e que não exclua ninguém.

Arquitetura e varejo: conheça os detalhes da nova loja C&A

Tempo de leitura: 3 minutos

Iniciar um novo cliente é sempre uma aventura maravilhosa, com muitas trocas e muitos desafios! São reuniões frequentes de alinhamento para entender expectativas e sanar todas as dúvidas para aprender o padrão existente da marca; pensar na aplicabilidade de cada loja e atender o modelo de rollout para garantir a expansão no varejo.

Em 2020, tivemos o prazer de comemorar a conquista de vários novos clientes, entre eles a C&A uma das maiores redes de varejo do mundo. A rede varejista procurou a VZ&CO com um desafio: projetar espaços físicos funcionais que atendesse as necessidades da marca, mantendo a padronização de qualidade para continuar oferecendo as melhores experiências aos clientes.

Alinhamentos iniciais com o cliente

Nós, da VZ&CO, procuramos ir sempre além do que é proposto, visualizando possibilidades de melhoria nos nossos processos internos para não só otimizar, mas oferecer ainda mais qualidade na entrega do resultado final. No caso da C&A, a partir das soluções de padronização recebidas, estruturamos um template BIM com todas as informações necessárias, configurações de materialidade e famílias a serem aplicadas aos projetos para termos a extração de quantitativos mais apurada.  Além disso, criamos checklists e cronogramas para possibilitar a visualização de informações importantes ao decorrer do projeto,  garantindo a qualidade das entregas.

Desenvolvimento do projeto

Em novembro, tivemos a oportunidade de participar da inauguração de um projeto da nossa autoria: a C&A Park Shopping Canoas, localizada na região metropolitana de Porto Alegre (RS). Ter uma loja inaugurando próxima a nossa sede nos proporcionou uma experiência que ainda não tínhamos vivenciado com esse cliente. 

Toda a equipe realizou  o mapeamento preciso do espaço disponível, acompanhou o andamento da obra desde a demolição do shell existente. Essa supervisão possibilitou  a visualização de  interferências e peculiaridades da loja desde o primeiro momento, permitindo que o nosso time compreendesse todo o conceito do projeto para oferecer as melhores soluções de arquitetura e evitar  o surgimento de surpresas no decorrer da obra.

 

Diferenciais e desafios do projeto

O grande diferencial dessa loja é a quantidade de área de fachada para os corredores do shopping. Junto à equipe de arquitetura da C&A, tivemos atenção redobrada para compor uma solução que fizesse sentido em relação ao shopping: estudamos as circulações verticais e horizontais, os sentidos e a intensidade dos fluxos. 

Resultado? Planejamos um acesso totalmente estratégico em frente a subida das escadas rolantes, aplicamos revestimento 3D e logo da C&A em pontos com boa visualização dos consumidores inclusive de outros pavimentos do shopping, com vitrines e fachadas envidraçadas para melhor  visualização dos produtos e  interior da loja.

Outro grande desafio desse projeto foi a coordenação e compatibilização dos projetos de infraestrutura em relação ao projeto estrutural do mezanino. Com o auxílio da visualização 3D dos modelos, a utilização de plugins que detectam colisões e diversos alinhamentos com nossos parceiros, tivemos maior facilidade para organizar o entreforro e entregar um projeto bem resolvido aos executores.

Sucesso na entrega do projeto C&A Park Shopping Canoas

A constante troca entre cliente, projetistas, gerenciadora e construtora foi fundamental para cumprir essa entrega com êxito! A colaboração de todos os interessados em ver essa linda loja inaugurada enriqueceu o processo, ultrapassando os obstáculos encontrados pelo caminho e resultou em uma loja eficiente e completa para seu público e colaboradores.


FICHA TÉCNICA

  • Dados do projeto: C&A Park Shopping Canoas.
  • Endereço: Av. Farroupilha, 4545, Canoas / RS.
  • Ano: 2021 Área: 494.42 m² ABL  e aproximadamente 2.000 m² construídos.
  • Arquitetos: Arq. Vera Zaffari, Arq. Alexia Becker, Arq. Luisa Nunes, Acad. Gabriel Crispim, Acad. Giovanna Parisotto, Acad. Kamila Santos.

Renner inaugura nova unidade em Gravataí

Tempo de leitura: < 1 minuto
Nova loja da Renner em Gravataí tem cerca de 2000m2.

Nova loja da Renner em Gravataí tem cerca de 2000m2.

A nova loja da Renner em Gravataí, no Rio Grande do Sul, tem o projeto assinado pela VZA | Vera Zaffari Arquitetura. A loja, situada no novo Shopping Gravataí, foi inaugurada no final de novembro de 2013 e segue o padrão da rede.

A relação da VZA com a rede de varejo das Lojas Renner foi consolidada com o desenvolvimento de projetos de diversas lojas. O grande diferencial dos trabalhos com a Renner é padronização dos projetos. Essa padronização ajuda na coordenação do andamento dos projetos e de todos os envolvidos, facilitando a realização dos prazos estipulados pelo cliente. “Partimos de um planejamento global para o mais específico a fim de atender de forma mais eficaz as demandas dos projetos”, diz Vera Zaffari.

A loja possui um Salão de Vendas com quase 2.000m² e segue o padrão Renner de mobiliário, nos provadores e no Atendimento ao Cliente.

1º Zoom Varejo Internacional

Tempo de leitura: < 1 minuto

Foi nesta amanhã, dia 2, a primeira edição do Zoom Varejo Internacional organizado pela CDL Porto Alegre. A diretora da VZA, Vera Zaffari, esteve no evento, realizado no Teatro do Bourbon Country. 

foto“A CDL Porto Alegre abordou a busca pela excelência e a influência da tecnologia no varejo. O varejo se apresenta como multicanal, em que o e-commerce e a loja física andam juntos, fornecendo uma vitrine digital para os produtos e permitindo que os pequenos formatos sejam os novos grandes”. Vera Zaffari, diretora da VZA.

VIVERONE MOINHOS HOTEL

Tempo de leitura: 4 minutos

CLIENTE: FORMA ESPAÇOS

“Viverone Minhos Hotel, fazendo turismo através da história”

 

O Viverone Moinhos Hotel surgiu da revitalização de casa inventariada pelo Patrimônio Histórico e Cultural localizados na Rua Dr. Valle em Porto Alegre. Teve a sua arquitetura projetada pela VZA | Vera Zaffari Arquitetura para um cinco estrelas, aconchegante e de referência cultural. Para tanto, a antiga residência da família Micheletto, de mil metros quadrados, se tornou o endereço deste empreendimento.

Leia mais