Posts

McDonald’s abre sua primeira unidade vegetariana

Tempo de leitura: < 1 minuto

McVeggieAcredite: a rede McDonald’s inaugurou sua primeira loja vegetariana. Na Índia, terra em que a vaca é um animal sagrado, a rede mundial de fast food resolveu adequar todo o seu cardápio aos gostos locais – lá a carne de vaca é proibida aos hindus e a carne de porco ofende os princípios muçulmanos.

Sem hambúrgueres de carne, a loja fica próxima ao Templo Dourado, na cidade santa sikh de Amritsar, nordeste da Índia. O destaque no cardápio é o sanduíche McAloo Tikki, um hambúrguer de massa de batata temperada e frita. Entre os sanduíches à base de frango, o Maharaja Mac também é favorito. Na arquitetura, a loja também demonstra traços mais clean em relação às lojas tradicionais, sem perder as peculiaridades da marca.

Mas o McDonald’s não está sozinho em seu projeto de ”indianizar” seu cardápio. A Domino’s Pizza, outra cadeia presente na Índia, criou pizzas com coberturas diversificadas.

Adequar o produto a novas experiências exigidas pelos consumidores é tendência mundial no varejo.

 

The Bow, luxo e preocupação com o meio ambiente

Tempo de leitura: < 1 minuto

thebow2O sucesso na cidade de Calgary, no Canadá, atende pelo nome de The Bow. Trata-se de um edifício de 237 metros de altura que imprime à linha do horizonte sofisticação e modernidade. Contudo, o empreendimento destaca-se ainda mais na área de sustentabilidade, aliando com maestria a arquitetura comercial à preocupação com o meio ambiente.

projeto do The Bow é importante em termos urbanos, sociais e ambientais. A base pública da torre abriga lojas, restaurantes e cafés com tratamento paisagístico. Os andares de escritórios são pontuados por três jardins aéreos de seis andares, que incentivam a ventilação natural e ajudam a reduzir significativamente o consumo de energia.

A forma do edifício foi moldada a partir da análise do clima. A torre virada a sul curva-se em direção ao sol para tirar proveito da luz do dia e do calor. Em relação às curvas para o interior do edifício, a fachada envidraçada é puxada para a frente para criar uma série de átrios que correm por toda a altura da torre. Esses espaços funcionam como zonas de barreiras climáticas, isolando o edifício e ajudando a reduzir significativamente o consumo de energia.

 

Comunicação e varejo no foco do Omniretail, em SP

Tempo de leitura: < 1 minuto

varejo-modaGrandes nomes da comunicação debaterão a experiência diferenciada do consumidor no varejo no Omniretail – Fórum de Inovação e Comunicação no Varejo, que ocorre no dia 29 de abril, no Hotel Renaissance, em São Paulo.

Promovido pela GS&MD, a ideia do evento é aprofundar o conhecimento a respeito do comportamento multicanal do público hoje, trazendo as experiências de Jillian Elder, diretora de inteligência da Walgreens, e de Bryan Lee, CEO Fundador da Strada Worldwide. Dois painéis compõem a programação. Em O Varejo e as Redes Sociais, Claudia Sciama, head de varejo brasileira da Google, falará sobre a importância das mídias sociais para as empresas varejistas. Em A Comunicação e a Moda no Varejo, Andrea Bisker, diretora da WGSN América do Sul, e a blogueira Cris Guerra falarão sobre como as redes sociais vêm influenciando o mercado de moda.

Mais detalhes sobre o encontro podem ser obtidos pelo telefone (11) 3405-6631 ou pelo e-mail luciana.noce@gsmd.com.br.

 

 

 

 

 

 

 

 

Redesign debate mudança nas lojas físicas

Tempo de leitura: < 1 minuto

loja2Mostrar como as lojas físicas estão se transformando em verdadeiros pontos de convívio, entretenimento, informação e educação. Essa é a proposta do Redesign, evento que ocorre nos dias 27 e 28 de maio na Fecomércio, em São Paulo.

Encontro obrigatório para quem atua ou se relaciona com o varejo brasileiro e internacional, o Redesign traz em sua programação momentos para debater o futuro e as tendências do design de lojas, incluindo aspectos da arquitetura, do design, da iluminação e da tecnologia.

Loja online de cosméticos inaugura loja física

Tempo de leitura: < 1 minuto

birchbox-localA Birchbox, que vende seus produtos via site, resolveu abrir sua primeira loja física. O espaço fica em Nova York, instalada em um duplex de 4,5 mil metros quadrados no bairro do Soho. Se na versão online a empresa envia amostras para os clientes – em caixas verdes para os homens e rosa para as mulheres -, na versão física haverá cabines para testar os cosméticos.

A loja, que terá cerca de 2.000 mercadorias à venda, além de cursos e produtos para testes, poderá ser mais uma concorrente direta da Sephora no mercado americano, que por lá já possui cerca de 300 unidades em operação.

Fundada em 2010 por Katia Beauchamp e Hayley Barna, duas ex-colegas do curso de administração em Havard, a Birchbox hoje disponibiliza dois mil produtos em seu portfólio.

Leia mais: http://nyti.ms/1iUsxRa.

 

Loja em Shangai inspira-se na obra de M.C. Escher

Tempo de leitura: < 1 minuto

escherÉ tempo de inventar e reinventar-se – e o varejo mundial vivencia especialmente esta onda. Em sua loja conceito instalada em Shangai, a marca Alter resolveu buscar nas artes plásticas a inspiração para sua arquitetura.

Conhecido por seus desenhos e gravuras que brincam com as percepções da perspectiva, M.C. Escher (1898-1972) aparece nas escadas exploradas pelo projeto da loja, que servem de tablados e prateleiras. Cores, materiais e recursos de iluminação contribuem para potencializar as ilusões de ótica típicas das obras do artista gráfico holandês. “Veja os produtos mais originais em um ambiente de tirar o fôlego”, anuncia a loja.

 

 

 

Inspiração: Dongdaemun Design Plaza & Park, em Seul

Tempo de leitura: < 1 minuto

th_65d1300db123ce22f6e2569fb36764f8_zha_dppseoul_vsb_20copyDestinado a receber programas e eventos, incluindo palestras, debates e oficinas, o Dongdaemun Design Plaza & Park destaca-se de forma ímpar na paisagem de Seul, na Coreia do Sul, inspirando novas ideias para a arquitetura comercial. Um centro de negócios com área para museu, parque e sala de arte, além de dois estúdios ao ar livre, o espaço “oferece ao público um lugar de trabalho aberto, no qual a principal intenção é provocar a imaginação”, dizem seus idealizadores, capitaneados pela arquiteta iraquiana Zaha Hadid.

A fachada contemporânea e sinuosa do edifício conta com 45 mil painéis implantados, em diversos tamanhos e graus de curvatura. À noite, o empreendimento reflete as luzes de LED e sinais de neón dos edifícios que o circundam.

Hotéis temáticos e quartos inspirados renovam a hotelaria mundial

Tempo de leitura: < 1 minuto

RioEm busca de consumidores específicos e daqueles atraídos por diversificação e diversão, redes de hotéis nascem com características específicas e, outras, reinventam a arquitetura de seus quartos para satisfazer desejos específicos.

Em uma parceria exclusiva com a Fox Film do Brasil, o Sheraton Rio Hotel & Resort, na Zona Sul do Rio de Janeiro, inaugurou o quarto temático do filme de animação Rio 2. O quarto estará disponível até o dia 16 de maio e foi totalmente decorado com imagens e elementos do filme. Pode acomodar dois adultos e duas crianças de até 12 anos. Penas de patos tingidas em azul ciano foram usadas na decoração, em referência ao personagem Blu do filme. Para garantir o aconchego, a iluminação foi feita em LED também azul.

Já na Califórnia, o Hard Rock Hotel, localizado em Palm Springs, vem atraindo amantes de rock’n roll e música. A arquitetura imponente e a decoração moderna dão vida a um espaço cheio de atitude e inspiração musical que nasceram na rede mundial de bares de sucesso.

Projetos arquitetônicos garantem experiências diferenciadas

Tempo de leitura: < 1 minuto

aeroporto singapura2No mundo de milhares de possibilidades em que vivemos, prender a atenção do consumidor torna-se, cada vez mais, um trabalho hercúleo. Em grandes empreendimentos comerciais, um bom projeto de arquitetura pode ser decisivo para garantir a permanência dos clientes por mais tempo nos estabelecimentos, a partir da oferta de experiências diferenciadas e únicas. Em um aeroporto, em que as demoras e os atrasos têm sido cada vez mais constantes, proporcionar novas experiências aos usuários torna-se praticamente uma obrigação.

Um excelente exemplo dessa equação é o Aeroporto de Changi, em Cingapura. Eleito o melhor do mundo pelo World Airport Awards, promovido pelo site SkyTrax, Changi possui áreas de relaxamento, jardins variados, cinema gratuito 24h, piscina na cobertura e lounges com TVs. Para as crianças, há playgrounds e áreas infantis, com jogos eletrônicos especiais para elas.

E se a tecnologia está à disposição, a natureza também. Os jardins do aeroporto são divididos por tipo de plantas: orquídeas, cactos e girassóis. Um lago com peixes e um jardim com mais de mil borboletas nativas da Cingapura e da Malásia ocupa 330 metros quadrados.

Uma inspiração e tanto!

Sustentabilidade para conquistar o mercado

Tempo de leitura: < 1 minuto

lojasverdesAs principais redes de supermercados do Reino Unido têm apostado em programas agressivos de redução de emissão de carbono, usando a sustentabilidade como diferencial mercadológico. Companhias ambientalistas como a McKeever vêm trabalhando com os supermercadistas para conceber as próximas descobertas em design de lojas ecológicas, no maior clima de competição saudável – o que tem colocado os supermercados britânicos muito à frente de outros setores do varejo no quesito sustentabilidade.

A rede britânica Tesco, por exemplo, foi considerada a varejista mundial número um no combate às mudanças climáticas em função do seu projeto de descarte de carbono. Em 2010, inaugurou a primeira loja do mundo com emissão zero de carbono, em Ramsay, Cambridgeshire, na Inglaterra. E, desde então, abriu mais duas unidades, seguindo o mesmo padrão. Entre as ações, as filiais utilizam luz natural e placas solares para reduzir o custo de iluminação das lojas, além da água da chuva para a descarga dos banheiros e lavagem de carros.

Outro exemplo é a Sainsbury’s, cuja primeira ecoloja foi inaugurada há cerca de uma década. A rede utiliza um sistema, desenvolvido em parceria com uma empresa de petróleo, que direciona o calor gerado pelas unidades refrigeradas para 500 metros abaixo do solo, em uma série de pequenos túneis, que simultaneamente aquecem e esfriam as lojas.

Leia mais: http://bit.ly/1dxy2G3